Toques MotoG
Juliano Cezar fará show de encerramento da Festa do Peão de Barretos 2017

Sem dúvidas, Juliano Cezar é uma das lendas mais autênticas da música sertaneja. Dono de uma das vozes mais bonitas e afinadas, preserva a cultura country e traz em suas interpretações o amor, a paixão pelos rodeios e a vida simples no campo.

Conhecido como o ‘Cowboy Vagabundo’, apelido carinhoso e que dá nome a um de seus mais importantes sucessos, se apresenta no dia 27 na Festa do Peão de Barretos. “É uma felicidade muito grande apresentar a turnê ‘Minha História’ nesta festa que sempre me recebeu com tanto carinho. Afinal, são 21 edições em Barretos! Alô moçada!  Estou chegando e nós vamos fazer aquela festa. O show não tem hora para acabar”, diz.

A turnê é fruto do DVD gravado em Ribeirão Preto, cidade no interior de São Paulo, onde Juliano Cezar escolheu para viver, e que reúne, através de canções, a sua história musical de 30 anos. “Foi uma noite linda, magnífica e cheia de fortes emoções. Cantei todos os meus sucessos, novas músicas e recebi amigos especiais”, explica o cantor sobre Matogrosso e Mathias, Eduardo Costa, Rionegro e Solimões, Cesar Menotti e Fabiano e Bruno e Barreto.

‘Não Aprendi Dizer Adeus’ – que posteriormente foi regravada por Leandro e Leonardo -, ‘Bota Cinturão e Blue Jeans’, ‘Cowboy Vagabundo’, ‘Amo Você’ e ‘My Love’ (Meu Amor) são apenas algumas delas.

A segunda faixa lançada do DVD ‘Minha História’, ‘Sonhando com Você’, de autoria de Zé Henrique e Capela, traz o belíssimo dueto com Matogrosso e Mathias. A canção já supera a marca de um milhão de visualizações no Youtube e está entre as primeiras colocadas nas rádios em todo o Brasil.

O show traz umas das mais belas performances de todos os tempos de Juliano Cezar, com músicas para dançar e outras para se emocionar. “É uma viagem musical dentro da história de um cantor que escolheu a música por amor e devoção”.

Se Juliano Cezar tivesse nascido em Nashville, a meca do country, com certeza, teria feito sucesso por lá, mas foi aqui onde tudo aconteceu. O Brasil abraçou o estilo inconfundível, com bota, cinturão, jeans e chapéu, e reconheceu seu talento logo no início da carreira, quando merecidamente recebeu o prêmio Sharp como cantor revelação e a indicação ao Grammy Latino como melhor álbum romântico. “Estar no palco e cantar a minha verdade é o maior presente que eu poderia receber da vida. Espero todos vocês para celebrarmos este momento tão importante da ‘Minha História””, encerra.

Fonte: Toques MotoG Por: Milton Figueiredo

Informações

Tags