Sertanejo Top
Juliano Cezar lança o terceiro DVD da carreira “Minha História”, um tributo aos 30 anos de carreira

Estão disponíveis em todas as plataformas de distribuição digital as faixas de “Minha História”, o terceiro registro em áudio e vídeo do cantor Juliano Cezar.

Único artista country brasileiro, Juliano Cezar preserva a cultura e o estilo tão inconfundíveis que o deixaram conhecido nos quatro cantos do país há 30 anos quando despontou para o mercado com a canção “Não Aprendi Dizer Adeus”, que lhe rendeu o Prêmio Sharp como ‘cantor revelação’. Pouco tempo depois, a indicação ao Grammy Latino com “Melhor Álbum Romântico”.

O jeito simples de ser, o amor pelo campo, pelos rodeios e a voz inconfundível o transformaram no mais importante expoente do gênero, proporcionando encontros históricos, como em 2015, com Garth Brooks, na Festa do Peão de Barretos.

Uma carreira gloriosa, cheia de hits e sucessos, dentre eles “Rumo à Goiânia”, “Faz Ela Feliz”, “Bem Aos Olhos da Lua” e “Cowboy Vagabundo” são cantadas em “Minha História”, gravado em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, cidade que o artista escolheu para viver.

Para a grande noite, amigos foram chamados para dividirem algumas faixas: Matogrosso & Mathias, César Menotti & Fabiano, Eduardo Costa e Rionegro & Solimões. No time de fãs declarados de Juliano Cezar, os jovens Bruno & Barretto. “Foi uma noite única, mágica, cheia de fortes emoções”.

Sob a produção musical e arranjos assinados por Rodrigo Costa, Juliano Cezar subiu no palco com o Quinta Linda completamente lotado. Aclamado pelo público, interpretou 26 canções em 17 faixas.

Nos encontros de tirar o fôlego estavam “Km 45” e “Rumo à Goiânia” com Rionegro & Solimões. “Que Deus continue abençoando e dando força ao Juliano. Que ele consiga, a cada dia que passa, mexer ainda mais com os corações das pessoas”, disseram os cantores.

Eduardo Costa dividiu “Não Aprendi Dizer Adeus”, o primeiro sucesso de carreira de Juliano. “Pra mim é uma honra sem igual cantar ao lado deste grande amigo, pessoa que me ajudou no início da minha carreira e, sem dúvidas, uma das vozes mais bonitas e diferenciadas do sertanejo”, declarou Eduardo.

Um dos mais recentes trabalhos do cantor também foi levado para o DVD, “Modo Raparigueiro”, que contou com a participação de Bruno & Barretto. “Juliano foi um dos primeiros que conhecemos em nossa carreira. Nós com um ano e meio e ele com 30! Juliano abriu as portas pra nós. Só temos a agradecer por esta oportunidade”, falaram.

As lendas, Matogrosso & Mathias emprestaram suas vozes na romântica, “Sonhando Com Você”. “Juliano é meu amigo há muito tempo. É uma amizade verdadeira, honesta e muito sincera. Que venham mais 30 anos de carreira, meu irmão. Você merece”, falou Matogrosso. Vale lembrar que “Sonhando Com Você”, segunda canção do registro a ser lançada nas rádios em todo o Brasil, vem batendo recordes de execução, ocupando posição privilegiada na Hot 100 da Billboard durante semanas consecutivas.

Cesar Menotti & Fabiano encerraram as participações com “Talismã” e “Solidão”. “Muito antes de vivermos da música já éramos fãs do Juliano Cezar. Tivemos a honra de nos tornarmos amigos dele e hoje, participar de uma data tão especial, seus 30 anos de carreira, ou melhor, sucesso”, destacaram os irmãos.

O registro ainda traz a emocionante homenagem a José Rico, um dos ídolos de Juliano Cezar, com “Jogo do Amor” e “Faz Ela Feliz”. Através da tecnologia, os painéis de led transmitiram um vídeo de Zé e, em tempo real, eles puderam dividir as canções juntos, impressionando a todos.

“Minha História”, distribuído pela Radar Records, é fruto da parceria do artista com a Explosion Music, escritório que responde pela administração da carreira e tem a frente Marcelo Camargo como empresário e Leonardo Figueiredo como gestor.

Bônus

Além das faixas do DVD, mais três canções extras fazem da playlist, tanto da versão física como da digital: “De Goiânia à Cuiabá”, “Velho Jack” e “Eu Aprendi a Ouvir a Deus”. “Uma forma de presentar a galera do chapéu, meus fãs, pessoas tão importantes e que verdadeiramente fazem parte da “Minha História”, encerra Juliano.

Fonte: Sertanejo Top

Informações

Tags